Comunidade Nexoos29 de outubro de 2021 Tempo de Leitura: 3 minutos

Nexoos é a primeira fintech a atuar como SEP

Por Redação Nexoos

Nexoos é a primeira fintech a atuar como SEP

A Nexoos é a primeira fintech em operação no mercado brasileiro a ser aprovada pelo Banco Central para atuar como SEP (Sociedade de Empréstimo entre Pessoas). Essa decisão é fruto de uma nova regulamentação que dá liberdade às fintechs para agir de forma independente.

O que isso representa para a Nexoos e também para seus clientes? Você vai entender neste post!

Se você está em busca de capital para a sua empresa, clique aqui para simular com a Nexoos!

 

O que é SEP?

O que é SEP ?

 

Antes de mais nada, é essencial você entender a atuação das fintechs no cenário nacional.

As fintechs de crédito são empresas que inovam no mercado financeiro, por meio da tecnologia. Nesse sentido, facilitam a criação de novos modelos de negócios.

Existem várias categorias de fintechs no Brasil:

  • pagamentos;
  • crédito;
  • empréstimos;
  • financiamentos;
  • negociação de dívidas;
  • realização de câmbio;
  • investimentos;
  • gestão financeira;
  • multisserviços.

 

No que se refere ao segmento de crédito, no qual credores e devedores intermedeiam negociações através de plataformas digitais, dois tipos de fintechs são autorizadas a atuar no país:

  • Sociedade de Crédito Direto (SDC);
  • Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP).

 

As operações realizadas por essas empresas ficam guardadas no Sistema de Informações de Créditos (SCR). Esse banco de dados é usado pelo Banco Central para monitorar o risco de crédito que incide sobre as instituições financeiras. E ainda mais, as próprias empresas podem usá-lo para trocar informações sobre débitos e históricos de seus clientes.

Afinal, qual a diferença entre as SDCs e as SEPs? 

 

Sociedade de Crédito Direto (SCD)

A Sociedade de Crédito Direto usa recursos próprios para realizar operações de crédito. Assim, ela não pode captar recursos do público.

Os critérios aplicados na análise de crédito precisam ser transparentes, verificáveis e consistentes, podendo englobar grau de endividamento do cliente, capacidade de gerar recursos, fluxo de caixa, atraso de pagamentos, etc.

 

Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP)

As SEPs, também chamadas no mercado de peer-to-peer lending, gerenciam operações de crédito entre pessoas. Assim, ela intermedia a relação credor e devedor, e para isso pode cobrar tarifas.

Dessa forma, diferente das SCDs, ela pode captar recursos do público, contanto que estejam ligados à operação de empréstimo. Em suma, a SEP cede a estrutura para conectar tomadores de empréstimos e credores.

Os clientes que tomarão os empréstimos precisam ser aprovados segundo alguns critérios, como situação econômico-financeira e pontualidade de pagamentos, por exemplo.

Deste abril de 2018, para conseguir atuar como SCD ou SEP, a fintech precisa solicitar a autorização ao Banco Central, de acordo com as Resoluções 4.656 e 4.657.

Mas como as operações ocorriam antes?

 

Como era antes da regulamentação?

Como as fintechs não eram regulamentadas para operar, precisavam fazer parcerias e realizar suas transações atreladas a instituições e bancos regulados pelo Banco Central a fim de legitimar suas operações. Contudo, isso trazia algumas problemas.

Por exemplo, os custos eram maiores e repassados aos clientes. Além disso, para atuar, as fintechs precisavam seguir as regras do mercado financeiro tradicional, que não foram feitas pensando nas necessidades das fintechs.

 

Nexoos agora é uma SEP! O que muda?

Com a regulamentação de 2018, as fintechs passaram a operar de forma independente e a Nexoos se tornou a primeira fintech a operar como SEP. Isso por si só trouxe muitas vantagens:

  • Existe maior segurança jurídica nas operações;
  • Há maiores garantias para clientes e empresas;
  • Maiores oportunidades de acesso ao mercado de crédito;
  • As regras das fintechs são mais claras;
  • Com maior concorrência, as taxas dos bancos tendem a cair.

Assim, fica bem mais fácil conseguir dinheiro para o seu negócio!

Essa mudança reflete de maneira muito positiva para todos os clientes da Nexoos, pois ao atuar de forma independente, temos um intermediário a menos. Dessa forma, temos maior agilidade e menores custos de operação, que se reflete em melhores para o público.

 

Como a Nexoos atua no mercado de crédito? Saiba mais!

A Nexoos é uma fintech que conecta investidores a empresas em busca de crédito. Assim, ela é líder no modelo peer-to-peer no Brasil e saiu na frente também como a primeira do segmento em operação a ser regulamentada pelo Banco Central.

Com mais de R$ 630 milhões investidos, o nosso objetivo é atingir mais de R$ 1 bilhão até 2022.

Nesse sentido, a fintech que teve seu início na Inglaterra, país em que o P2P já está bem consolidado, tem uma operação bem simples:

  • A empresa que busca crédito entra na plataforma e solicita o recurso;
  • Se a empresa for pré-aprovada, ela fica disponível para investidores aplicarem os seus recursos;
  • Os investidores decidem se aceitam fazer o aporte e, em caso afirmativo, definem o valor;
  • Se for aceita pelos investidores, a empresa recebe o valor e realiza os pagamentos todo os meses.

 

Viu como é simples? Como SEP, a Nexoos terá ainda mais condições de garantir a segurança, transparência e outras vantagens para os seus clientes.

Quer saber mais sobre a Nexoos? Conheça a nossa plataforma agora mesmo.

 

Redação Nexoos

Compartilhe este Artigo   

Deixe seu comentário

Os comentários estão fechados.

Comentários

"Se antes ela não era uma SEP, o que era? Agora ela não precisa da Socinal? O termo "Pessoas" da sigla significa Pessoa Física?"

luiz - 8 agosto, 2019

Precisa de dinheiro para impulsionar seu negócio?

Insira o valor desejado entre R$15.000,00 e R$500.000,00 para iniciar sua cotação.

Artigos Relacionados

Inscreva-se em
nosso Blog!

Receba, em primeira mão, conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo e investimentos.