Empreendedorismo5 de outubro de 2021 Tempo de Leitura: 4 minutos

Importância do Capital‌ de‌ Giro‌ Líquido‌ ‌para a sua ‌empresa‌

Por Redação Nexoos

header capital de giro líquido

banner dinheiro

Você sabia que existe um indicador sobre a eficiência de uma empresa para cumprir suas obrigações financeiras a curto prazo, bem como investir em seu futuro crescimento? Esse é o papel do Capital de Giro Líquido!

Ele compõe as finanças das companhias, ajudando a revelar a estabilidade de suas operações, que podem ser viáveis ou não. Por meio dele, será possível determinar se a empresa está operando no vermelho ou se suas atividades podem prosseguir sem problemas. 

Também conhecido por capital circulante líquido, ele é fundamental para que o empreendedor antecipe os possíveis problemas, percebendo queda na produtividade ou no lucro, assim como problemas com os fornecedores, por exemplo. Saiba mais sobre esse assunto, como calcular o capital de giro líquido e como ele pode influenciar na gestão financeira da sua empresa! 

 

O que é Capital de Giro Líquido?

O Capital de Giro Líquido é quantificado a partir das partes circulantes da empresa. Elas se dividem em ativos e passivos, sendo os ativos tudo que vai virar caixa em até 12 meses e os passivos tudo o que deve ser liquidado nesse período. É esse capital que indica se, em curto prazo, a empresa sustenta suas operações ou não.

Mas como você pode descobrir o capital de giro líquido da sua empresa? Antes de aprendermos como calcular o capital de giro líquido, devemos entender melhor o que são ativos e passivos circulantes:

  • Alguns exemplos de ativos circulantes são os estoques que a empresa possui, aplicações financeiras, o caixa diário e recebimentos futuros, como vendas que foram parceladas, por exemplo;
  • Para os passivos circulantes entram despesas como o pagamento de fornecedores e impostos, os salários dos colaboradores e, caso haja, empréstimos de curto prazo que vencem em um ano. 

Além disso, para calcular o capital de giro líquido, também precisamos dominar o conceito de capital próprio da empresa.  

O capital de giro líquido difere do capital próprio da empresa, que soma ativos e passivos totais da companhia, não apenas dos próximos 12 meses. Nesse caso, o capital próprio pode ser composto por bens materiais (carros, equipamentos e imóveis), dinheiro ou bens imateriais, como o know-how da operação.

 

Como calcular o Capital de Giro Líquido

Agora que você já sabe a diferença entre os ativos e passivos circulantes e a definição de capital própria. A fórmula do capital de giro líquido é simples de ser representada, sendo composta pela equação CGL = AC-PC. Nela, AC representa os ativos circulantes, e PC os passivos circulantes. Subtrair os passivos dos ativos nos dará o total do capital de giro líquido!

Quanto mais alto e positivo for o valor do CGL, melhores condições de gestão a empresa terá. Supondo que os ativos (AC) somem R$ 500,00 e os passivos (PC) R$ 200,00, a conta seria 500-200, dando R$ 300,00 de sobra para a gestão empresarial naquele momento. 

Ao invertermos os valores, percebemos como a empresa ficaria prejudicada. Supondo que os ativos somem R$ 200,00 e os passivos de R$ 500,00 reais, faltariam R$ 300,00 reais para que a empresa pudesse quitar todas as despesas e ter suas operações equilibradas. Esse é o chamado capital de giro líquido negativo, pois seu valor não arca com custos.

 

Como o Capital de Giro Líquido afeta sua empresa

Por mais que os valores pareçam pequenos, ao extrapolarmos a conta é possível perceber o tamanho da bola de neve que se forma. Imagine que em janeiro, a empresa acumulou 10 mil reais em ativos circulantes, mas os passivos foram de 30 mil. Faltam 20 mil reais em contas, salários e fornecedores para pagar no mês.

Em fevereiro, foram mais de R$ 10 mil reais acumulados em ativos circulares e os habituais 30 mil em passivos. No entanto, como diversas despesas do mês anterior não foram pagas, os 20 mil de janeiro são carregados para fevereiro, afinal os trabalhadores têm direito a seus salários, assim como os fornecedores querem receber. 

Logo no segundo mês do ano, os passivos circulares atingirão 50 mil reais, tendo contrapartida de apenas R$ 10 mil reais em ativos circulares. Dessa forma, podemos perceber o quanto o capital de giro é importante para perceber o andamento da empresa e se suas finanças estão saudáveis. 

Agora que você já sabe a importância, como calcular e monitorar o capital de giro líquido, atente-se aos benefícios que ele pode trazer para a sua empresa. Com uma boa percepção do controle financeiro do seu empreendimento, é possível programar melhor as suas atividades.

O capital circulante líquido positivo representa uma empresa equilibrada e que pode expandir os seus negócios, com mais saúde financeira. Se a vontade de expandir a sua companhia existe e os valores do CGL permitem que você o faça, procure um empréstimo empresarial que não pese no seu bolso! 

 

Empréstimo Empresarial é com a Nexoos! 

banner capital de giro líquido

Nós somos uma plataforma de Peer-to-Peer lending que conecta empresários a investidores. Assim, os empreendedores têm a chance de expandir seus negócios com empréstimo financeiro de baixo custo, sem causar grandes dívidas e gerando um investimento proveitoso.  

Em outras palavras, as empresas podem receber desde R$ 15 até R$ 500 mil de empréstimo, com taxas a partir de 1,14% a.m., pagando em até 24 vezes e sem necessidade bens como garantia!

Fale com a nossa equipe especializada e saiba mais sobre os nossos serviços!

Redação Nexoos

Compartilhe este Artigo   

Capital de Giro capital de giro líquido Empreendedorismo pequenas e médias empresas

Deixe seu comentário

Os comentários estão fechados.

Precisa de dinheiro para impulsionar seu negócio?

Insira o valor desejado entre R$15.000,00 e R$500.000,00 para iniciar sua cotação.

Artigos Relacionados

Inscreva-se em
nosso Blog!

Receba, em primeira mão, conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo e investimentos.