Investimentos20 de outubro de 2021 Tempo de Leitura: 7 minutos

Diversificação de Investimentos: Como montar sua carteira

Por Redação Nexoos

Diversificação de Investimentos

A diversificação de investimentos é um dos assuntos essenciais para se levar em conta no momento de investir, em especial, quando se trata de aplicações de risco. Diversificar as aplicações ajuda você a diminuir os riscos e garantir uma boa rentabilidade no médio e longo prazo.

Mesmo que você tenha pouco dinheiro para investir ou ainda esteja começando, a diversificação deve acontecer e estar alinhada aos seus objetivos, afinal, aqui a regra de ouro é nunca colocar todos os ovos na mesma cesta. 

Além da busca por novas oportunidades, com investimentos variados, você evita que toda a sua reserva esteja exposta ao mesmo tipo de risco de um segmento, mercado e indexador.

A diversificação dos investimentos é uma estratégia segura para o investidor, mas precisa de planejamento para gerar resultados.

Para te ajudar a dar esse passo, neste artigo, vamos explicar o que é a diversificação, como fazê-la, quais os benefícios e também como funciona essa opção aqui na Nexoos.  

 

O que é diversificação de investimentos?

A diversificação dos investimentos consiste em distribuir o seu dinheiro entre múltiplos ativos, com o objetivo de reduzir riscos e aumentar as chances de bons resultados.

Com a diversidade de aplicações, você estará menos exposto a variações negativas, visto que até investimentos tidos como seguros possuem algum tipo de risco.

A razão dessas mudanças são muitas e ocasionalmente causadas pela volatilidade nos investimentos, mudanças na regulação ou até mesmo por alguma intervenção do governo.

Para que funcione, a diversificação deve ser feita de forma que os investimentos reajam de maneira distintas às adversidades do mercado, além de estarem alinhadas com fatores pessoais e o mercado atual. 

 

Por que diversificar os investimentos?

Um dos principais motivos para a diversificação de investimentos é a incerteza do mercado e cenário macroeconômico, é difícil prever com 100% de certeza que um investimento será o mais rentável disponível.

Mesmo ao fazer a escolha da melhor aplicação possível, fatores externos alteram a rentabilidade e torná-lo um mau negócio.  

Como cada tipo de investimento reage de formas diversas aos movimentos políticos, econômicos e sociais, faça a diversificação de acordo com o seu perfil de investidor, garantindo uma rentabilidade acima do mercado ao custo de um risco controlado.

A diversificação dos investimentos é a melhor maneira do investidor contornar os riscos, diminuir as chances de sua carteira ser afetada e a tornar mais resistente a mudanças. 

 

Vantagens da diversificação de investimentos

Buscar formas de investir melhor o seu dinheiro e basear a sua carteira na diversificação é a melhor maneira de conquistar as suas metas financeiras, garantindo equilíbrio entre os investimentos e ganhos maiores. Mas as vantagens não param por aí, confira algumas:

 

Otimização de ganhos

Possuir uma carteira de investimento focada em um só ativo pode ser bastante danoso para as suas finanças. E ainda mais, ao ter uma carteira diversa é mais fácil que um deles se destaque como uma grande oportunidade, aumentando o retorno total de seus ganhos.

 

Equilíbrio

Até mesmo os investidores experientes mantém seus ativos em investimentos diversos para garantir o equilíbrio da carteira. A busca diversificação talvez pareça um mau negócio a curto prazo quando se encontra um investimento atraente, porém a diversificação é a chave do crescimento a longo prazo.

 

Reduzir riscos

Essa é a maior vantagem da diversificação de investimentos. Com ganhos em classes distintas, o investidor está mais seguro e possui maior calma na hora de aplicar o dinheiro.

 

Como diversificar os investimentos?

Já está convencido a diversificar os seus investimentos, mas está com dúvidas de como fazer? Selecionamos dicas para te ajudar na escolha. Afinal, diversificar não é apenas escolher novos produtos, mas escolher classes de ativos, mercados e segmentos com a proporção correta para o seu perfil de investidor.

 

Compreenda o seu Ciclo financeiro

Qual é o seu objetivo e tempo pretendido de retorno para a sua carteira? Essa é a primeira pergunta a ser feita, pois ela irá definir o tipo de ativo que você deve aplicar o seu dinheiro. 

Investimentos mais previsíveis são indicados para objetivos com prazos mais curtos, já metas mais distantes permitem uma maior diversificação e aplicações mais arriscadas.  

Além disso, você pode estar em um dos três tipos de ciclos: o de acumulação, rentabilização ou preservação de capital. O ciclo a qual você pertence é definido pela relação entre gerar riqueza e possível rentabilidade de capital disponível. 

São esses fatores que vão determinar os principais atributos dos ativos em que o valor será aplicado devem apresentar.

 

Conheça o seu perfil de investidor

Antes de mais nada, não existe uma fórmula secreta para a carteira de investimentos ideal, cada investidor tem um perfil e descobri-lo é essencial para uma boa estratégia de diversificação. 

Você pode ser conservador, moderado ou agressivo. Tudo depende do seu apetite ao risco e possíveis tensões em caso de quedas de rentabilidade. Esse conhecimento é fundamental na formação de uma carteira diversificada.

Com o seu perfil de investidor e ciclo financeiro definidos, é possível definir uma meta de rentabilidade para a sua carteira de investimentos.

 

Selecione as classes de ativos 

Você já conhece as classes de ativos disponíveis atualmente? 

São inúmeras opções indicadas para investidores com perfil mais conservador e outras que são destinadas aos demais perfis, como moderado e agressivo. Essas últimas categorias preenchidas por pessoas que procuram por melhores rentabilidade em sua carteira e aceitam um pouco mais de riscos.

É importante que você entenda as opções disponíveis e quais deseja ter em sua carteira, antes de começar a diversificação. 

 

Defina a porcentagem ideal de cada classe

Neste ponto, a análise deve ser focada em aspectos macroeconômicos como inflação, taxa de juros, expectativas políticas, etc.

Com a sua análise em mãos, aliada ao seu perfil de investidor e ciclo de financeiro, é possível definir qual a proporção ideal para cada classe de investimentos em sua carteira. 

E para que toda essa definição fique ainda mais confortável para você, é possível fazer a diversificação de investimentos dentro das classes escolhidas, reduzindo ainda mais o risco de problemas com os rendimentos e ganhos.

 

Encontre alternativas que simplifiquem a diversificação

Alguns modelos de investimentos são estruturados para facilitar a diversificação, poupando tempo e otimizando os ganhos, é o caso do peer-to-peer realizado pela Nexoos.

Ao se cadastrar como investidor em nossa plataforma, você encontrará diversas pequenas e médias empresas, dos mais variados setores, para investir. Ainda terá recebimentos mensais para reinvestir em outras opções e garantir que a sua carteira esteja sempre o mais diversificada possível.

Vale lembrar que, quando você se cadastra como investidor na Nexoos, é disponibilizada uma página exclusiva de análise da carteira de investimentos dentro da página de “Dados da Diversificação”, com detalhes e informações completas para que você esteja sempre atualizado.

 

Quais atributos são importantes em uma carteira diversificada?

Aqui na Nexoos, levamos muito a sério a diversificação, principalmente no momento de explicarmos os nossos produtos aos investidores. É fundamental deixar claro que o investimento peer-to-peer exige uma alta diversificação, a fim de minimizar a probabilidade de retorno pouco expressivo.

A forma como você estuda e seleciona as empresas em que investirá continua sendo importante, mas tão ou até mais é a quantidade de empresas, mix de riscos (ratings) e exposição por ativo da montagem da sua carteira. 

Uma comparação bastante comum para explicar esse mix é imaginar uma pizza de oito pedaços, pensando nas chances de variar os sabores e descobrir novas combinações que façam valer a pena. Da mesma forma deve ser com os investimentos, quanto mais variados, maior as chances de alcançar bons resultados.

 

Veja a lista das principais características de uma carteira diversificada com a Nexoos:

Se você já investe com a Nexoos e tem dúvidas de como fazer a diversificação de investimentos, separamos algumas características que devem ser levadas em conta.  Importante lembrar que o objetivo aqui é diminuir as chances de sua carteira ter uma rentabilidade abaixo da esperada. Confira:

 

  • Quantidade de empresas em seu portfólio: quanto mais melhor. 

Com a Nexoos, você tem a vantagem de receber todo mês valores referentes ao recebidos das empresas em seu portfólio. Com esse retorno, é possível reinvestir o seu dinheiro, aumentando assim as empresas de sua carteira, sem a necessidade de incluir mais dinheiro na sua carteira.

 

  • Exposição máxima por empresa em sua carteira: quanto menos, melhor

Por exemplo, você tem um portfólio de 50 empresas, com R$1.000 investidos em cada uma. Nesse caso, sua exposição máxima é de 1/(50*1), ou seja 2%. Já se em uma destas 50, você aportou R$ 10.000,00, a exposição seria de 10/(10+49*1), ou seja 17%. Assim, quanto menor a exposição, mais vantagem e menos riscos.

  • Diversificação pelo tempo: quanto mais diversificado no tempo, melhor

As mudanças macroeconômicas, como uma pandemia, por exemplo, são fatores que impactam diretamente as análises de crédito, e por consequência as características das empresas ofertadas. Essa influência pode ser positiva ou negativa, dependendo do caso.

Nesse sentido, ter investimentos em períodos de tempo variados, como uma quantia igual por mês, garante que seu portfólio esteja mais preparado para eventuais mudanças. Portanto, como sugestão, vale a pena reinvestir uma quantia específica, a cada mês, para garantir essa diversificação.

 

Como funciona a relação entre Diversificação e Taxa de Retorno na Nexoos?

Quando comparamos o índice de diversificação com a média da TIR dos investidores, temos o seguinte cenário:

diversificação de investimentos

(Dados referentes à base de dados Nexoos, na data de 15/10/2021).

No gráfico, você perceberá que o índice de diversificação tem uma relação direta com a variação de TIR das carteiras que a compõem. Ou seja, as chances de você ter um retorno menor da mediana diminui bastante, conforme o índice de diversificação de sua carteira aumenta.

Por exemplo, carteiras com 88% a 92% de índice de diversificação têm os 10% menos rentáveis com TIR de cerca de 0% ou menos. Enquanto os 10% menos rentáveis com índices entre 96% e 100% são de 7%. Isso significa que, caso você esteja com 98% de índice de diversificação, sua carteira tem 90% de chances de estar rendendo mais do que 7%.

 

Outro gráfico interessante é do número de investimentos pela Taxa de Retorno (TIR) da carteira:

diversificação de investimentos na nexoos

(Dados referentes à base de dados Nexoos, na data de 15/10/2021).

Veja que a variação de rentabilidades vai afunilando conforme a carteira tem mais investimentos, se aproximando cada vez mais da TIR da carteira Nexoos como um todo.

O momento em que vivemos pode sofrer mudanças, mas a diversificação é a chave para se ter uma carteira de investimentos saudável na Nexoos.

 

Invista com a Nexoos!

Que tal diversificar a sua carteira e ainda fazer parte da revolução dos investimentos? Invista com a Nexoos e alcance bons retornos com impacto direto na economia brasileira.

Invista com rentabilidade acima da média do mercado em pequenas e médias empresas de todo o País, já temos mais de 65 mil investidores cadastrados.

Redação Nexoos

Compartilhe este Artigo   

Deixe seu comentário

Os comentários estão fechados.

Precisa de dinheiro para impulsionar seu negócio?

Insira o valor desejado entre R$15.000,00 e R$500.000,00 para iniciar sua cotação.

Artigos Relacionados

Inscreva-se em
nosso Blog!

Receba, em primeira mão, conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo e investimentos.